My Family e Eu

Na Cozinha! Aulas de Culinária.

Neste final de semana que passou dei meu primeiro passo para realizar um sonho “engavetado” há anos: cozinhar “profissionalmente”.

img_8073

Cresci numa família de “foodies”, meu pai, Italiano, sempre apreciador e entendedor de uma boa comida (e de bons vinhos para acompanhar também) e na nossa casa, embora com as várias dificuldades que criar 3 filhas pequenas que os anos 80 traziam, uma coisa que nunca faltou foi comida na mesa (e muito amor, é claro). Meu querido pai era aqueles pais de moda antiga sabe? (Casou e teve filhos super tarde) e sempre fez questão que sentássemos à mesa todos juntos.  As comidas? Juntando meu Pai com a minha mommys, baiana nata, com uma aptidão incrível para cozinhar (e costurar, e cantar e cuidar de todas nós com MUITO carinho e zelo….#momentofilhacoruja) nossas aventuras gastronômicas começaram cedo.  Os pratos iam dos típicos baianos: acarajés, vatapás, caruru, cuz-cuz, moquecas… passando pelo nosso feijão e arroz de cada dia e indo até os pratos típicos Italianos, com receitas de família que a “Baiana Porreta” aprendeu com maestria: Beringela recheada, Timballo di Melanzane, Raviolli, gnochi, Bucunotte, Grispettas, Antepastos e outros tantos que não caberiam em palavras… minhas memórias de infância são todas conectadas a comidas e às infinitas conversas, barracos e muita cantoria que rolavam ao redor da mesa! Lembro das minhas festas de aniversário até hoje, onde tudo era feito ali, na nossa cozinha, com muito amor e zelo pelos meus queridos pais!

Fomos crescendo e no meio de uma crise financeira, meus pais arregaçaram as mangas e transformaram os seus respectivos hobbies em uma profissão, e assim nasceu o “Rocco Catering” de congelados, conservas, salgadinhos, jantares, pizzas e o que mais aparecesse por quase 25 anos. Nos deram educação e teto por anos, com o dinheiro gerado de um negócio que ambos exerceram com muito amor e dedicação! Na época, eu e minhas irmãs ainda pequenas, só observávamos e “ajudávamos” aqui e ali, mas… mamãe além de zelosa é ciumenta, e a cozinha é dela e quem cuidava era ela!

Talvez por todo esse mimo, até meus “early 20’s” sobre comida eu só entendia de comer, gostava de cozinhar quando criança e “needless to say” que a minha aula predileta na escola era “educação para o lar”, na qual aprendíamos a fazer biscoitos e bolinhos deliciosos (lembro daquela cozinha até hoje) mas só fui aprender mesmo a cozinhar depois que vim morar na Inglaterrra (há quase 15 anos) e desde então não parei. Trabalhei 5 anos full time em um café e ali descobri essa paixão adormecida. Trabalhava como garçonete na época, mas sempre arrumava uma desculpa para cobrir alguém na cozinha. Depois desses 5 anos comecei a trabalhar em um escritório e mesmo trabalhando o dia inteiro e com uma carreira completamente diferente estabelecida, meus finais de semana eram sempre no café, na cozinha, fazendo meus pratos! Em 2013 Izabella nasceu e, desde então, quase não consigo ir para o café, mas, como diz o ditado, a fruta não cai longe do pé e a paixão por cozinhar, receber amigos (e comer é claro) só cresce. Minha casa aqui foi sempre cheia e rodeada de amigos, mesa sempre farta, e, não importa se recebo 1 ou 10 amigos, vai ter banquete sim! Vai ter menu elaborado, temático, estresse e sempre a interminável busca por novos sabores, novidades e perfeição!

Londres é um paraíso para quem, assim como eu, dora comer e beber bem! Infinitos restaurantes de diversas cozinhas, somos “spoiled for choices”. Além de varias cozinhas, mercados com ingredientes exóticos e diversas barraquinhas de comidas, tais como: Borough Market, Southbank Market, Portobello, Alexandra Palace Market e outras infinitas feirinhas com comidas sazonais e deliciosas! Aqui tem de TUDO.  Londres também tem a vantagem de ter várias escolas de culinária renomadas mundialmente: Leiths School of Food & Wine, Le Cordon Bleu London e várias outras, incluindo a que eu escolhi para o meu primeiro curso (Segundo na verdade, o primeiro foi na Thailandia! J) a Cookery School at Little Portland Street.  #londonlover

Meu objetivo não é virar “Gordon Ramsey” e nem “Nigella” (embora meu marido a ame de paixão, então, não seria de todo ruim) mas sim aprender a empratar melhor minhas refeições, descobrir novas receitas e técnicas, conhecer pessoas com os mesmos interesses que eu e – quiçá – conseguir trabalhar com algo relacionado à comida novamente nos meus finais de semana/horas vagas. Meu primeiro curso (de 3 em que me inscrevi), foi para Carne e Aves. A aula foi MUITO legal, mega bem estruturada, cozinhamos vários pratos e aprendi técnicas e receitas novas para diversas aves. As carnes vermelhas o chef meio que cozinhou do jeito que eu já cozinho e, para ser sincera, meu “Lamb stew” e “creme caramel” são melhores que os dele (minha opinião). Várias dicas legais,  desossamos e recheamos um frango: fica tipo um frango roullade e esse levamos para assar em casa e o Chef assou o dele lá, aprendemos como escolher diferentes tipos de cortes, além de alguns truques para receitas com ovos frescos não “talharem”.

img_7907

No começo da aula tinham scones de queijo e ervas “paired” com diferentes tipos de vinhos orgânicos esperando por nós, depois dessa pequena introdução, começamos a colocar a mão na massa e os pratos que criamos foram:

*Lamb Stew – Tipo um ensopado de ovelha em cubinhos.

*Roast Beef

*Braised Guineafowl – Faisao

*BBQ Poussin – Galeto

*Stuffed Deboned Chicken – Tipo um rocambole do frango desossado.

*Crème Caramel – Equivalente ao nosso pudim (prefiro o nosso pudim)

*Duck Breast with orange sauce – Pato com laranjas caramelizadas.

*Home made Bernaise Sauce – Acho que no Brasil se chama molho Holandês.

*Steak

*Yorkshire puddings  – Uns pãezinhos que servem aqui junto com as carnes assadas.

*Mushroom Risotto

Aprendemos um pouco sobre facas e alguns aparatos de cozinha também. Foi bem intenso o curso. Cinco horas e meia, sendo 30 minutos de introdução, 4 horas sem paradas e a última hora para sentarmos e comermos o banquete que preparamos, regado a diferentes tipos de vinhos. Achei MUITO legal… tenho mais um curso com essa mesma escola e dessa vez os pratos serão vegetarianos. Eles têm vários cursos, então, mesmo se esse meu “sonho/plano” de trabalhar com comida não se concretizar, achei o curso mega válido para novas ideias ao receber amigos e cozinhar para a família. O tempo passou voando e ficou o gosto de quero mais! Ansiosa para o próximo, que será de cozinha Vegana, porém, em uma outra escola.

Aguardem cenas dos próximos capítulos!

Baci!

Navegação de Post Único

2 opiniões sobre “Na Cozinha! Aulas de Culinária.

  1. Parabéns minha filha do meio, para mim vc já cozinha mega bem. 👏🏽👏🏽👏🏽

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

ROBERTA BITENCOURT DE ANDRADE

moda beleza acessórios penteados cabelo maquiagem unhas decoradas tendência dicas decoração

Viajando com Pimpolhos

Ficou fácil viajar com crianças!

Valentina na estrada | Viagem, uma herança de pai para filho

Experiência em viagens com nossa filha Valentina transformadas em histórias e dicas para pais que viajam com bebês e crianças.

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

A periquita amarela

Fica na casa da sogra enquanto viajamos...

%d blogueiros gostam disto: